Home » Geral

Atividades físicas para deficientes físicos

30 May 2011 No Comment

Promoção da saúde e bem-estar é o que todos procuram ao fazer uma atividade física. E para deficientes físicos não é diferente, afinal eles também desfrutarão dos benefícios da atividade física regular, desde que esta prática seja acompanhada por um profissional de educação física devidamente capacitado para dar o suporte adequado ao deficiente, da mesma maneira que deve ser com qualquer pessoa que não tenha deficiência.

Porém, para os deficientes físicos a atenção deve ser redobrada no que se diz respeito ao tipo de atividade e ao grau de deficiência de cada um. É como se fosse, por exemplo, uma seleção de atletas para uma equipe de futebol, onde cada selecionado deve ter afinidade com a posição a ser ocupada e, principalmente, se encaixar nos padrões da equipe. É nessa mesma metodologia que o deficiente físico se encaixa, mas pode ocorrer de ter casos excepcionais de certos graus de deficiência não impedirem a prática de uma atividade que necessitasse um pouco mais de mobilidade por parte do atleta.

As atividades físicas para deficientes físicos devem e precisam, mais uma vez, seguir os mesmos padrões das atividades para os não deficientes. Que é sempre iniciar de forma branda para evitar lesões, dores musculares e qualquer outro tipo de complicações à saúde do indivíduo.

Veja algumas atividades que podem ser praticadas por deficientes:

  • Vela - praticado por pessoas de diversos graus de deficiência como deficientes visuais, portadores de paralisia cerebral, amputados entre outros;
  • Natação – voltada para paraplégicos e demais deficiências citadas acima, e tem as mesmas características da natação para não deficientes, sendo que o atleta pode iniciar o nado de dentro da piscina ou na plataforma;
  • Judô – voltado para deficientes visuais, tem pequenas alterações nas regras como, por exemplo, tolerância da pisada do atleta fora do tatame e outras;
  • Bocha – é praticado por deficientes com paralisia cerebral, tendo como objetivo aproximar o máximo possível as bolas jogadas por eles à bola alvo (uma bola branca) e tentando também retirar de perto as bolas do adversário;
  • Futebol – praticado por deficientes visuais, amputados e por portadores de paralisia cerebral, havendo alterações significativas  nas regras para uma melhor adaptação dos praticantes;
  • Basquete em cadeira de rodas – pode ser praticado por pessoas com poliomelite, amputados e com lesões na medula, existindo poucas adaptações na morfologia do esporte;
  • Ciclismo – voltado para amputados, portadores de paralisia cerebral e cegos (acompanhados por guias), há algumas alterações nas regras, seguidas de adaptações para proporcionar mais segurança aos atletas;
  • Lawn Bowls – este é parecido ao bocha, sendo que o mesmo pode ser praticado por atletas de todos os tipos de deficiência, entre outros.

Todo ser humano é capaz de ser feliz, basta encontrar os caminhos que nos levem à felicidade!

Por Márcio Costa

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Leave your response!

Add your comment below, or trackback from your own site. You can also subscribe to these comments via RSS.

Be nice. Keep it clean. Stay on topic. No spam.

You can use these tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

This is a Gravatar-enabled weblog. To get your own globally-recognized-avatar, please register at Gravatar.